Lotus in the fire

“Minha vida não é mais que uma gota em um oceano infinito. Mas o que é o oceano, se não uma multidão de gotas?”
— David Mitchell, Cloud Atlas

O mundo é também um lugar muito trágico. A vida é também muito sofrida. Há que se ter muita força para sobreviver e viver —  e entre estes, há tanta diferença…

Cada um de nós é de fato único, mas raras são as vezes que conseguimos ser nós mesmos em plenitude. De diferenças e muros inventados que afogam crianças e crueldades legitimadas que massacram vidas, à paradigmas, preconceitos e caprichos que nos formatam para o que desejar, quem amar, como nos vestir, como nossos corpos devem ser. Assim, por vezes nem temos tempo para saber. E partimos deste mundo como um sonho que não se realizou.

A tatuagem do Matheus diz “lótus no fogo”. Assim é a batalha para fazer nosso próprio caminho, uma flor que soa impossível. Nascer do fogo, não desistir e ultrapassar as chamas é o que molda um guerreiro que luta para ser o que nasceu para ser.

Acredito de coração ter vencido este desafio que foi traduzir muito em tão pouco — em imagem na pele o que há de profundo no coração. E foi um privilégio ajudar o Matheus a buscar sua plenitude e tornar o corpo dele o que ele quer que seja.

P.s.: Em tempo: cada um nasce com suas armas. Nunca, nunca, somos impotentes. Apenas temos as habilidades certas para cada tipo de luta. Existem aqueles que têm a vocação para serem missionários, abandonar tudo e todos para ir ao Oriente Médio ajudar refugiados e feridos de guerra. Aqueles que fazem a batalha intelectual, provocando as mudanças no campo mais fértil e devastador: a mente humana. Aqueles que plantam sorrisos e gentilezas que salvam mundos e o tornam mais bonito de se viver.

Nenhuma causa é menor que outra, e a beleza da nossa humanidade está na nossa diversidade. Assim, todos os tipos de mãos pedindo ajuda podem ser acolhidos. E quando não sabemos o que fazer, podemos ajudar aqueles que já encontraram seu caminho:

http://www1.folha.uol.com.br/empreendedorsocial/2015/09/1678001-veja-como-ajudar-migrantes-e-refugiados-no-brasil-e-na-europa.shtml

 

Comments are closed.