Chinese Eagle

A uns quatro anos atrás, eu me sentia perdida. Sequer me sentia dona da minha própria vida. E os dias se passavam com um desespero silencioso de que eu não estava no lugar certo e não sabia para onde queria ir.

Então o Marcel viu em mim algo que o fez acreditar que eu seria uma boa tatuadora. Com toda a generosidade, fez tudo o que podia para me ajudar. Ensinou tudo o que sabia sem nenhum egoísmo, me deu todo o apoio, dedicou seu tempo e sua energia. E, acima de tudo, me deu esperança.

Percorremos anos de companheirismo e intensa dedicação. Fizemos juntos uma jornada de auto-conhecimento e metamorfose. E nos encontramos no final dela tão diferentes que decidimos seguir por caminhos separados, para que cada um continue fazendo o que começamos juntos: sermos o mais autênticos e íntegros que pudermos ser.

Hoje eu faço aniversário como tatuadora — um dia que não existiria se não fosse por ele. E comemoro com a foto de um trabalho muito especial, feito em meu irmão, que marca para mim o momento em que deixei de ser aprendiz do Marcel e desenvolvi o meu próprio jeito de tatuar.

Dedico então este dia a ele, que sempre continuará em meu coração como mestre e família. A você, Marcel, toda a minha gratidão e o meu carinho!

Foto por Dan Lucato

Comments are closed.